Possível sinal de vida em Marte? NASA faz descoberta intrigante

Imagem
Desde seu pouso em Marte, o  jipe-sonda Curiosity  da NASA vem acumulando novas descobertas interessantes. Mas sua descoberta mais nova pode acabar sendo o santo graal das descobertas planetárias. O jipe-sonda Curiosity da NASA perfurou um buraco na Cratera Gale de Marte, e o pó desse buraco estava enriquecido em carbono-12. NASA/Caltech-JPL/MSSS. O robô do tamanho de um carro detectou recentemente uma assinatura de carbono em amostras de rochas da superfície de Marte. Essa mesma assinatura está associada a processos biológicos na Terra e pode indicar que há alguma forma de vida no Planeta Vermelho. Mas antes de chamar isso de assinatura da vida, os cientistas estão tentando entender o que mais pode estar por trás do carbono em Marte. Evidências crescentes sugerem que Marte pode ter sido habitável em algum momento de seu passado, com água em sua superfície e temperaturas mais quentes. Os resultados foram detalhados em  um estudo  publicado terça-feira no   Proceedings of the National A

“Os OVNIs não são agressivos”, afirma cientista sênior da NASA

Em uma entrevista sobre fenômenos aéreos não identificados, o Dr. Richard F. Haines explica que várias características podem ser distinguidas ao observarmos os fenômenos OVNI. Uma é que quando os OVNIs se aproximam de nossos aviões, eles mostram curiosidade e interesse, não um desejo de atacar.


OVNIs e alienígenas geralmente são temidos. Vem da cultura pop e dos filmes. Mas esta evidência do fenômeno OVNI indica do que devemos temer?

O ex-cientista sênior da NASA, Dr. Richard F. Haines, falou sobre o fenômeno OVNI, focando nas observações de mais de 3.000 pilotos. Ele falou sobre o fenômeno e como esses objetos, constantemente observados, se comportam.

Esses objetos foram localizados e rastreados no radar, fazendo manobras além do poder de qualquer mecanismo artificial conhecido, enquanto se moviam a velocidades inacessíveis.

Outro tema comum é que esses objetos se aproximam de aviões humanos e se comportam de forma semelhante à curiosidade, explica o Dr. Haynes.

Por exemplo, no caso de aeronaves militares, os pilotos observam como capacidades eletrônicas críticas, como a capacidade de lançar mísseis, são desativadas quando estão perto desses objetos.

Um exemplo notável vem do encontro iraniano de caças com OVNIs em 1976, quando os sistemas de armas de vários aviões a jato pararam de funcionar.

O Dr. Haynes explica que em 50 por cento dos casos que encontrou, esses objetos estão se aproximando de nossos aviões, e não vice-versa.

Haynes prossegue dizendo que os OVNIs parecem estar fazendo manobras evasivas para evitar nossos aviões, a fim de não criar uma colisão potencial.

Nesta parte da entrevista ele lembra a seguinte citação do General Nathan Twining em 1947:

“O fenômeno relatado é algo real, não uma visão ou ficção … As características de desempenho relatadas, como taxas de subida extremas, capacidade de manobra e ações a serem consideradas como evasão na detecção ou contato com aeronaves e radares aliados, sugerem que alguns dos objetos são controlados manualmente, automaticamente ou remotamente.”

O Dr. Haines é atualmente o Cientista Chefe do NARCAP, uma organização que tem investigado, documentado e analisado a segurança da aviação e avistamentos e incidentes de OVNIs desde 1999.


GALERA AJUDA O BLOG COM UM PIX QUAL QUER VALOR É BEM VINDO (0,50.1 REAL, 2 REAIS ,3 REAIS ,5 REAIS... )

                              (65992639338)

                             OU 


https://www.youtube.com/channel/UCxv4QmG_elAo7eiKJAOW7Jg

(Fonte)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reptiliano na TV nacional? A "transformação" ao vivo de um general

O Denunciante Phil Schneider É Encontrado Morto Após Revelar A Agenda Alienígena