Postagens

NASA: Existe vida em Marte, mas as pessoas não estão prontas para descobrir?

Imagem
  Durante muito tempo, foram reveladas diferentes teorias que sugerem que, em algum momento da história, existiu vida em Marte.  Outros ainda vão mais longe alegando que ainda existe.  Mas... O que acontece quando quem alega que não só existe, mas que as pessoas não estão preparadas para conhecê-lo, é a NASA? Jim Green  , diretor de ciência da NASA, fez algumas declarações  bastante controversas  nos últimos dias.  Estes estão relacionados a  Marte  e à possível existência de vida no planeta vermelho. Dessa forma, confirma-se a possibilidade de que o que antes era considerado uma hipótese, mesmo minimizando-a como simples ficção científica, seja algo  muito mais real  do que se acredita. Vida em Marte: a NASA confirma isso? O diretor científico da NASA, Jim Green, deu algumas declarações recentemente que causaram muita polêmica. O especialista acredita que é mais provável que a Agência Espacial Europeia já tenha descoberto evidências de  vida extraterrestre  em Marte há alguns meses. N

NASA está confusa: o telescópio espacial Hubble mostra que 'algo estranho' está acontecendo com a 'simulação' do nosso universo

Imagem
O Telescópio Espacial Hubble é um dos instrumentos mais poderosos conhecidos no mundo quando se trata de medições interestelares.  O Hubble está atualmente trabalhando em uma missão em grande escala para determinar a velocidade com que nosso universo está se expandindo.  Agora, novos resultados mostram que o universo não está se expandindo na mesma taxa.  O telescópio, lançado em 1990, ajudou os astrônomos a identificar 40 “pólos” espaciais e temporais que medem a taxa de expansão do universo.  Agora, no entanto, os cientistas da NASA chegaram à impressionante conclusão de que “algo estranho” está acontecendo com nosso universo.  Eles descobriram uma discrepância entre a taxa atual de expansão e a taxa imediatamente após o Big Bang, que aconteceu cerca de 14 bilhões de anos atrás. Em um comunicado, a agência disse: “As tentativas de estimar a taxa de expansão do universo começaram na década de 1920 com medições feitas pelos astrônomos Edwin Hubble e Georges Lemaitre”. “Isso levou à des