O maior vulcão ativo do Japão entra em erupção, juntando-se a La Palma. A previsão de Edgar Cayce dos pólos da Terra se tornando realidade?

Imagem
Na noite de 20 de outubro de 2021, teve início a erupção de um dos maiores vulcões do mundo, o vulcão Aso.  Ele está localizado na ilha de Kyushu, no sudoeste do país.   A coluna de fumaça e cinzas atingiu uma altitude de 3.500 metros.  Uma ejeção de pedras vulcânicas a uma distância de um quilômetro foi registrada e os meteorologistas alertam para o perigo de rochas serem lançadas e fluxos piroclásticos até dois quilômetros de distância. O nível de perigo também foi elevado para o terceiro de cinco possíveis, o que significa a proibição de se aproximar e escalar a montanha. Sabe-se que o vulcão Aso consiste em uma cadeia vulcânica, em que uma das mais ativas é Nakadake.  Durante a erupção de 1953, 90 pessoas ficaram feridas.  Em 1958, a erupção matou 12 pessoas e, em 1979, durante outra erupção explosiva, 3 pessoas morreram. A largura máxima da Ilha Kyushu é de 200 quilômetros, enquanto o diâmetro médio de uma pluma do manto na Terra é geralmente de 500 quilômetros.  Portanto, podemos

Algo estranho está enviando sinais de rádio do centro da galáxia

Sinais de rádio estranhos vêm da direção do centro da galáxia e não temos certeza do que os está emitindo. Eles ligam e desligam aparentemente ao acaso, e sua fonte deve ser diferente de qualquer outra coisa que vimos antes.Algo estranho está enviando sinais de rádio do centro da galáxia

Ilustração de misteriosas ondas de rádio vindas do centro galáctico. Crédito: Sebastian Zentilomo

A fonte dessa radiação foi apelidada de “Andy’s object” (“objeto do Andy”) em homenagem a Ziteng Wang, da Universidade de Sydney, na Austrália, que atende pelo nome de Andy e descobriu as ondas de rádio. Ele e seus colegas identificaram as emissões seis vezes em 2020 usando o radiotelescópio Australian Square Kilometer Array Pathfinder. Eles fizeram observações adicionais com o radiotelescópio MeerKAT na África do Sul.

Os pesquisadores descobriram que o objeto emitia as ondas de rádio ocasionalmente por algumas semanas, mas ficava “escuro” na maior parte do tempo. Quando ele finalmente “acendeu” novamente em fevereiro deste ano, vários meses após a detecção inicial, eles apontaram alguns dos mais poderosos telescópios (não radiotelescópios) que temos para ele e não viram nada.

David Kaplan da Universidade de Wisconsin-Milwaukee, que fazia parte da equipe de pesquisa, disse:

“Olhamos para todos os outros comprimentos de onda que podemos, desde o infravermelho até o óptico e os raios X, e não vimos nada, então não parece ser consistente com qualquer tipo de estrela que conhecemos.”

O fato de não ser visível em nenhum outro comprimento de onda descartou várias explicações possíveis para este objeto, incluindo estrelas normais e magnetares, que são estrelas de nêutrons com campos magnéticos poderosos.

Seja lá o que o “objeto do Andy” for, a polarização das ondas de rádio provenientes dele indica que provavelmente tem um forte campo magnético. Durante as emissões, seu brilho variava em até 100, e essas emissões diminuíam extraordinariamente rápido – tão rápido quanto o período de um único dia – fatos que sugerem que o objeto é pequeno.

Mas nenhum corpo astronômico que conhecemos se encaixa em todas essas características estranhas.

Kaplan diz:

“É um objeto interessante que tem confundido qualquer tentativa que tenhamos de explicá-lo. Pode acabar sendo parte de uma classe conhecida de objetos, apenas um exemplo estranho, mas isso vai ultrapassar os limites de como pensamos que essas classes se comportam.”

GALERA AJUDA O BLOG COM UM PIX QUAL QUER VALOR É BEM VINDO (0,50.1 REAL, 2 REAIS ,3 REAIS ,5 REAIS... )

                              (65992639338)

                             OU 


https://www.youtube.com/channel/UCxv4QmG_elAo7eiKJAOW7Jg  

(Fonte)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reptiliano na TV nacional? A "transformação" ao vivo de um general

O Denunciante Phil Schneider É Encontrado Morto Após Revelar A Agenda Alienígena