Postagens

Mostrando postagens que correspondem à pesquisa por jipe-sonda Curiosity

Relâmpago sobre Oklahoma dispara 50 milhas no céu

Imagem
  Um novo estudo detalhou o que se acredita ser um dos raios mais poderosos já detectados. Jatos gigantescos não são nada se não espetaculares.  Crédito da imagem: Observatório Gemini / NOIRLab / NSF / AURA / A. Smith Ele atingiu o alto acima das nuvens sobre o estado americano de Oklahoma - um raio do azul que, em vez de atingir o solo, disparou para uma distância de mais de 50 milhas em direção à borda do espaço. Conhecidos como jatos gigantescos, relâmpagos como este estão entre os mais poderosos da Terra, mas acontecem relativamente raramente, com apenas cerca de 1.000 deles ocorrendo no espaço de um ano típico. Este exemplo em particular, que foi detectado em 2018, agora se tornou objeto de um novo estudo que destacou, de maneira espetacular, a magnitude desse fenômeno. Usando dados de satélite e radar, descobriu-se que o jato de Oklahoma era 60 vezes mais poderoso do que um relâmpago típico - o suficiente para mover 300 coulombs de energia da nuvem para a ionosfera inferior. “A t

NASA está chamando isto de “rocha em Marte”?

Imagem
Vários objetos interessantes foram encontrados na superfície de  Marte  pelos jipe-sondas da NASA, e aqui está somente mais um deles. Crédito: NASA Desta vez, o jipe-sonda Curiosity parece ter fotografado algo um tanto inusitado que possui até mesmo uma morfologia orgânica. Porém, não saiam festejando ainda, pois a agência espacial parece dizer que se trata somente de uma rocha. Veja abaixo o que a  agência espacial disse  quanto a como obteve esta foto: “O jipoe-sonda Mars Curiosity da NASA adquiriu esta imagem usando seu  Mars Hand Lens Imager  (MAHLI), localizado na torre no final do braço robótico do jipe-sonda, em 24 de fevereiro de 2022, Sol 3396 da  Mars Science Laboratory Mission , às 15:13: 29 UTC. Quando esta imagem foi obtida, a posição da contagem do motor de foco era 14625… A maioria das imagens adquiridas pela MAHLI à luz do dia usa o Sol como fonte de iluminação. No entanto, em alguns casos, os dois grupos de LEDs de luz branca da MAHLI e um grupo de LEDs ultravioleta (U

São encontras fortes evidências de que Marte já foi habitável

Imagem
O jipe-sonda Curiosity encontrou um importante marcador de habitabilidade em Marte. Astrônomos chegaram à conclusão de aquele planeta pode ter sido realmente habitável depois de analisarem amostras de argila coletadas em 2016 pelo rover Curiosity na cratera Gale. Estudos anteriores provaram que nos tempos antigos esta cratera era um lago líquido, possivelmente com condições estáveis ​​favoráveis ​​à vida. As amostras de solo marciano foram coletadas pela Curiosity usando uma broca aerotransportada. Como parte do novo estudo, os cientistas as analisaram usando raios-X e outros instrumentos a bordo do jipe-sonda. Como resultado, eles revelaram a presença no solo de um mineral de argila associado às chamadas argilas de glauconita. Segundo os pesquisadores, isso indica  “o período de habitabilidade da cratera no passado ”. Segundo a autora principal, Elisabeth Losa-Adams, da Universidade Espanhola de Vigo, as condições de formação desses minerais teriam sido suficientes para a presença de

Quem colocou este monólito em Fobos, uma das luas de Marte?

Imagem
Há dois dias, foi  publicado pela NASA  que uma da duas luas de Marte, chamada Fobos, foi filmada pelo jipe-sonda Perseverance passando na frente do Sol – um eclipse solar em Marte. Assim, já que Fobos foi relembrando por causar um eclipse em Marte, por que não relembrar também que lá há uma estrutura misteriosa ainda não explicada pelos cientistas – o monólito de Fobos? Marte possui duas luas, Fobos e Deimos, nomes estes dados aos personagens da mitologia grega atribuídos ao ‘medo’ e ao ‘terror’. Esses pequenos satélites são irregulares e circulam o planeta em órbitas estranhas. A maioria dos astrônomos concorda que seus formatos dão indicadores de suas origens: asteroides capturados pela força gravitacional de Marte. As imagens da NASA mostram que Fobos, o menor do dois satélites naturais, tem uma estrutura peculiar em sua superfície. De formato retangular e elevando-se a 90 metros de altura, o assim chamado ‘monólito em Fobos’ já gerou muita controversia desde que foi descoberto pel

Cientista importante da NASA disse que viu sinais de vida em Marte

Imagem
Gilbert V. Levin  colocou sua reputação em risco ao insistir que havia encontrado evidências de vida em Marte, e foi até ridicularizado por alguns colegas, mas manteve suas afirmações até o dia de sua morte. Um objeto em forma de verme avistado em fotos de um jipe-sonda em Marte provocou alegações de que era uma ‘prova’ de vida no Planeta Vermelho (Imagem: NSA-UFOSD) Quando o cientista da NASA, Gilbert V. Levin, morreu no início deste ano, na idade avançada de 97, ele foi para o túmulo acreditando ter encontrado evidências de vida em Marte. Quarenta e cinco anos atrás, Levin supervisionou um experimento na sonda   Viking Mars   da NASA. O experimento  Labeled Release  foi projetado para detectar todos os gases que os microorganismos do solo marciano “exalaram”. Levin escreveu: “Em 30 de julho de 1976, o LR [teste de liberação rotulada] retornou seus resultados iniciais de Marte. Surpreendentemente, eles foram positivos.” O experimento foi executado quatro vezes, em quatro locais difere