Postagens

Mostrando postagens que correspondem à pesquisa por Telescópio Espacial James Webb

Possível sinal de vida em Marte? NASA faz descoberta intrigante

Imagem
Desde seu pouso em Marte, o  jipe-sonda Curiosity  da NASA vem acumulando novas descobertas interessantes. Mas sua descoberta mais nova pode acabar sendo o santo graal das descobertas planetárias. O jipe-sonda Curiosity da NASA perfurou um buraco na Cratera Gale de Marte, e o pó desse buraco estava enriquecido em carbono-12. NASA/Caltech-JPL/MSSS. O robô do tamanho de um carro detectou recentemente uma assinatura de carbono em amostras de rochas da superfície de Marte. Essa mesma assinatura está associada a processos biológicos na Terra e pode indicar que há alguma forma de vida no Planeta Vermelho. Mas antes de chamar isso de assinatura da vida, os cientistas estão tentando entender o que mais pode estar por trás do carbono em Marte. Evidências crescentes sugerem que Marte pode ter sido habitável em algum momento de seu passado, com água em sua superfície e temperaturas mais quentes. Os resultados foram detalhados em  um estudo  publicado terça-feira no   Proceedings of the National A

Telescópio que poderá encontrar vida alienígena está pronto para ser lançado

Imagem
A NASA concluiu os testes finais do   telescópio espacial James Webb   e agora está preparando-o para o transporte até o local de lançamento em Kourou, na Guiana Francesa. Imagem ilustrativa do Telescópio Espacial James Webb já armado no espaço. Webb é o sucessor da NASA para o envelhecido telescópio espacial Hubble. O trabalho neste telescópio começou em 1996. Naquela época, era chamado de telescópio espacial da próxima geração. Previa-se que custasse $ 500 milhões de dólares e foi definido para lançamento em 2007. Webb é o observatório de ciências espaciais mais complexo do mundo. Ele consiste em um espelho de 6,5 metros e um protetor solar do tamanho de uma quadra de tênis, todos os quais serão dobrados no cone de um foguete Ariane 5 da Agência Espacial Europeia para lançamento no final deste ano. Garantir que ele se desenrole corretamente uma vez no espaço gerou um grande número de desafios técnicos, e isso levou a muitos atrasos e a um orçamento que disparou para cerca de US $ 10

NASA diz que lixo espacial irá atingir o Telescópio Espacial James Webb

Imagem
 O   Telescópio Espacial James Webb  da NASA está “ totalmente implantado ” , de acordo com o administrador de ciências da agência, Thomas Zurbuchen – e isso certamente é um motivo para comemorar depois de décadas de trabalho duro e um preço de dez bilhões de dólares. Mas o enorme observatório espacial ainda não está fora de perigo. À medida que gira em torno do Sol em uma órbita caótica, provavelmente encontrará muitos detritos espaciais ao longo do caminho – e um impacto, diz sua equipe, é provavelmente inevitável. A cientista do Centro de Voo Espacial Goddard da NASA, Michelle Thaller, disse durante uma transmissão ao vivo: “Alguns pequenos impactos de micrometeoritos vão acontecer. Você sabe, ao longo da vida útil da missão, haverá alguns danos aos espelhos do telescópio.” O telescópio em si é realmente vulnerável, mas a equipe diz que é provável que consiga sobreviver a alguns danos. Julie Van Campen, engenheira da NASA, também informou: “Digamos que um pedaço de detritos o atinja

Como a NASA deve dar a notícia se descobrir vida alienígena em 2022?

Imagem
O recente lançamento do telescópio espacial James Webb tem agitado o mundo da ciência com sonhos de descobertas cósmicas em nossa compreensão do universo. Os cientistas esperam que isso nos ajude a olhar para trás no tempo, para a origem do universo, explicar os mistérios da matéria escura e encontrar a prova definitiva de extraterrestres. Cada um desses resultados estaria entre as maiores realizações científicas da história humana. Mas os extraterrestres podem ter o maior impacto imediato na civilização. Por isso mesmo, uma equipe de cientistas que trabalha na NASA propôs o esboço de uma estrutura pela qual o governo dos EUA deveria informar o público sobre suas descobertas no caso de a agência espacial descobrir evidências de vida extraterrestre. De acordo com o documento da NASA que descreve o pedido: Nossa geração poderia ser realisticamente aquela que descobrirá evidências de vida fora da Terra. Com esse potencial privilegiado, vem a responsabilidade. A magnitude da questão de est

Veja onde o telescópio que poderá encontrar ETs ficará no espaço

Imagem
O   Telescópio Espacial James Webb   da NASA está lentamente abrindo seu caminho para sua órbita final ao redor do Sol, a cerca de 1,6 milhão de quilômetros da Terra. Como visto em uma animação oficial da NASA, isso vai acabar em uma viagem aparentemente caótica ao redor do sistema solar que envolverá uma série de  loops  genuínos – mas é claro, há muita metodologia para esta loucura. Earth=Terra. Crédito: NASA O telescópio estará orbitando o Sol em um ponto rarefeito em nosso sistema solar: o segundo ponto de Lagrange, conhecido como L2. Neste local específico, o telescópio é capaz de manter a Terra entre ele e o Sol, como explica a NASA. Se tudo correr conforme o planejado, o observatório chegará a esse ponto no final deste mês. Lagrange  Loop Existem inúmeras razões pelas quais a NASA escolheu o L2 para estacionar seu caro telescópio espacial. O local permite que ele não seja queimado pelos raios nocivos do Sol, porque pode manter sua proteção solar maciça apontada para nossa estrel

Busca por extraterrestres vira prioridade para astrônomos profissionais

Imagem
Vasculhar o cosmos em busca de evidências de vida extraterrestre será uma grande prioridade para os astrônomos nas próximas décadas. Os telescópios espaciais do futuro serão realmente muito poderosos. Crédito da imagem: NASA / JSC Em 18 de dezembro deste ano, o  Telescópio Espacial James Webb  será finalmente lançado. Capaz de examinar minuciosamente o cosmos e, entre outras coisas, determinar a habitabilidade potencial de planetas ao redor de estrelas distantes, será a plataforma de observação mais sofisticada já lançada no espaço e trará com ela uma nova era emocionante de descobertas astronômicas. Se for bem-sucedido, no entanto, o que acontecerá a seguir? Aonde vamos de lá ? Este mês viu o lançamento de um novo relatório importante intitulado “ Pathways to Discovery in Astronomy and Astrophysics for the 2020s”  (“Caminhos para a Descoberta em Astronomia e Astrofísica para a Década de 2020”) – um lançamento feito uma vez por década que visa estabelecer as principais prioridades da a