Possível sinal de vida em Marte? NASA faz descoberta intrigante

Imagem
Desde seu pouso em Marte, o  jipe-sonda Curiosity  da NASA vem acumulando novas descobertas interessantes. Mas sua descoberta mais nova pode acabar sendo o santo graal das descobertas planetárias. O jipe-sonda Curiosity da NASA perfurou um buraco na Cratera Gale de Marte, e o pó desse buraco estava enriquecido em carbono-12. NASA/Caltech-JPL/MSSS. O robô do tamanho de um carro detectou recentemente uma assinatura de carbono em amostras de rochas da superfície de Marte. Essa mesma assinatura está associada a processos biológicos na Terra e pode indicar que há alguma forma de vida no Planeta Vermelho. Mas antes de chamar isso de assinatura da vida, os cientistas estão tentando entender o que mais pode estar por trás do carbono em Marte. Evidências crescentes sugerem que Marte pode ter sido habitável em algum momento de seu passado, com água em sua superfície e temperaturas mais quentes. Os resultados foram detalhados em  um estudo  publicado terça-feira no   Proceedings of the National A

Seres reptilianos aparecem durante estudos com DMT

                          

A humanidade registrou ter visto seres reptilianos ao longo da história. Os arqueólogos desenterraram estátuas de lagartos humanoides de 7.000 anos na Mesopotâmia. As escrituras védicas descrevem os Nagas como uma raça de serpentes mutantes. Os xamãs Zulu acreditam que o mundo é controlado por Chitauri, uma força sinistra de Sáurios. Os antigos sumérios escreveram sobre um grupo poderoso e manipulador de extraterrestres chamados Anunnakis. Tribos indígenas da América Central adoravam o deus cobra Quetzalcoatl. Na Ásia, os imperadores governantes descendem da linhagem de ‘dragão’.

A maioria dos pesquisadores rejeita essas histórias como mera mitologia e conhecimento cultural. No entanto, um grupo de cientistas descobriu evidências de que nossos ancestrais testemunharam lacertídeos legítimos. Mais estranho ainda, eles concluíram que a espécie enigmática continua existindo nos tempos modernos.

Um estudo de cinco anos sobre DMT revelou uma experiência consistente entre os usuários. Em 1990, uma pesquisa inovadora começou na Universidade do Novo México, nos Estados Unidos. Financiamento do governo federal havia sido alocado para investigar N, N-Dimetiltriptamina, o psicodélico mais poderoso do planeta Terra. Também conhecido como DMT (Ayahuasca) ou ‘molécula do espírito’, ele é um composto químico natural que pode ser encontrado em plantas e animais.

Rick Strassman, um médico altamente respeitado e professor associado de psicologia, conduziu os testes clínicos. Ele administrou mais de 400 injeções em 60 diversos participantes do teste. O que foi divulgado durante os cinco anos do projeto alteraria permanentemente sua percepção da realidade.

Os participantes

Os voluntários passaram por um rigoroso processo de verificação. Cada um recebeu avaliações psicológicas completas para garantir que estavam de bom juízo e sem nenhuma doença mental latente. Após a conclusão das avaliações iniciais, os médicos realizaram exames físicos detalhados. Os exames laboratoriais e eletrocardiogramas verificaram quem possuía uma saúde física ótima. Um número inicialmente grande de candidatos foi reduzido a um grupo final de examinandos cuidadosamente selecionados. Idade, gênero, etnia, ocupações e crenças religiosas variaram amplamente.

                                                     Reptilianos na historia humana

Para remover as influências externas e manter o controle ambiental, os participantes não tinham nenhum contato ou comunicação uns com os outros.

Sessões de Estudo Duplo-Cego ocorreram em um ambiente de hospital clínico. A equipe médica injetou a droga por via intravenosa e as doses variaram a cada sessão. Os pesquisadores queriam que os destinatários desavisados ​​evitassem o desenvolvimento de quaisquer expectativas pré-concebidas. Os enfermeiros monitoraram de perto os sinais vitais dos participantes, incluindo temperatura, frequência cardíaca e pressão arterial.

Durante certos experimentos, a dilatação da pupila também foi medida. Vinte minutos após receberem a dose, o Dr. Strassman os questionou sobre suas experiências. Os entrevistados foram questionados sobre o que sentiram, ouviram, provaram, cheiraram e observaram. 

                                         Anunnaki (@Archeol93074130) | Twitter

Uma revelação surpreendente logo veio à tona: mais da metade dos voluntários descreveram ter encontrado entidades reptilianas quase idênticas.


Reptilianos emergem

Semelhanças notáveis ​​ocorreram consistentemente em relatos de primeira mão dos experimentadores. Assim que o DMT entra em vigor, mandalas caleidoscópicas coloridas entram em foco e um som vibrante impressionante as envolve. Isto se intensifica continuamente até que o usuário seja ejetado de seu corpo e catapultado para outro reino. De repente, eles estão dentro de uma sala cheia de aparelhos bizarros. Criaturas reptilianas rapidamente aparecem como se aguardassem a chegada da pessoa. Outros visitantes não humanos subservientes estão frequentemente presentes, incluindo enormes “louva-a-deus”, androides robóticos e alienígenas gray.

Os reptoides conversam telepaticamente enquanto executam vários testes. Os psiconautas ficam paralisados ​​por uma sensação de pavor profundo.

Los reptilianos: teorías de conspiración | Muy Interesante

Aqui estão algumas declarações recolhidas pela equipa de investigação do programa sobre a exposição dos observadores aos reptilianos:

  • Instilam sentimentos intensos de medo
  • Frios e indiferentes
  • Extremamente inteligentes/perspicazes
  • Focado no trabalho técnico
  • Possuem uma agenda
  • Olhos grandes, pele dura, pés palmados, garras afiadas

Por meia década, os dados derivados do experimento foram coletados. Os cientistas reuniram centenas de testemunhos que indicam uma conexão clara entre viagens de DMT e agressores ectotérmicos. Consumidores de diferentes locais, experiências e caminhos espirituais, todos compartilharam testemunhos assustadoramente paralelos.

Os analistas levantaram hipóteses sobre o que poderia causar esse fenômeno, mas ficaram com mais perguntas do que respostas. Alguns teorizam que a substância que altera a mente abre um portal para outra dimensão. Outros argumentam que ativa regiões do cérebro que antes estavam dormentes, permitindo que os indivíduos transcendam as limitações anteriores.

Os físicos atualmente estimam que os humanos só podem ver minúsculos 0,005% do espectro da luz visível. Diversas formas de vida podem existir logo além do confinamento de nossos cinco sentidos. Talvez o DMT remova os antolhos metafóricos e revele o que realmente está lá o tempo todo.

(Fonte)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reptiliano na TV nacional? A "transformação" ao vivo de um general

O Denunciante Phil Schneider É Encontrado Morto Após Revelar A Agenda Alienígena